sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Onde nasce o Reino de Deus?



Jesus, foi abordado pelos fariseus, com uma pergunta direta, incisiva e sem rodeios: Quando e onde o Reino de Deus se manifestaria?.


Da mesma maneira, sem evasões, o Senhor lhes contesta enfaticamente: O Reino de Deus, não se manifesta com visível aparência, nem dirão ei-lo aqui, ou ei-lo ali; porque o Reino se manifesta dentro de cada um de vós. Lc 17:20.21

A indagação feita pelos judeus, era fruto da expectativa acalentada durante séculos. Pois, criam piamente que o Reino de Deus seria físico, político e militar, e culminaria na sincronicidade do aparecimento do próprio Messias. O qual, reinaria com toda glória e poder, libertando a Israel do seu subjulgo milenar.

No entanto, o Messias se manifesta na pele de um carpinteiro, oriundo de uma cidade sem importância, amigo de pecadores e sem ter um lugar para reclinar a cabeça. Diante desse quadro histórico messiânico, os Judeus o rejeitaram, pois fugia totalmente ao “esteriótipo imaginário” do povo, sem possuir as características e qualificações para ser o “ungido de Deus” tão aguardado.

Cristo, durante seu ministério terreno, explícita claramente que seu Reino não é físico, político e tampouco militar, mas estritamente espiritual. Afirmando que, o Reino trazido por ele, não se manifestaria com visível aparência,ou seja, com foguetórios, holofotes e estardalhaços, mas na intangibilidade das mãos, na subjetividade da alma e nas profundas do ser.

Cujo, nascedouro se dá..

No coração alcançado pela graça soberana de Deus, trazendo à tona a nova criatura, segundo a consciência do Evangelho; tornando-nos habitantes de um Reino Espiritual, que não nasce aqui, ali ou acolá, mas dentro do peito de cada um de nós. Aleluia!    

Enquanto,  "a pedra de esquina era rejeitada pelos edificadores",  aqueles  que a receberam, deu-lhes o poder de serem feitos “filhos de Deus”. De maneira que, somos membros da realeza divina, herdeiros e co-herdeiros com o Senhor, mediante a reconciliação proporcionada na cruz.

Em Cristo
Carlos Herrera

2 Deixe seu comentário!:

Pastor Marcello Matias disse...

querido, obrigado pelas visitas...

ótimo blog...

obrigado por tudo!!!

Att,

Matias, pastor.

Paulo Renato disse...

A grandeza da Cruz está posta na maravilhosa simplicidade e amor de Deus que coloca suas sementes de vida nas brisas do vento e como disse o mestre " O vento sopra onde quer". Ainda bem que o verdadeiro Reino que cresce não tem forma aparente. Graça e paz mano.