quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Como alcançar intimidade com Deus? 2ª Parte

Na primeira parte desta meditação, abordei que a oração é a maneira sólida para alcançarmos a tão almejada  intimidade com Deus. Na segunda parte, devo discorrer sobre as consequências da vida de  comunhão com o Senhor.

Não há dúvidas!  A intimidade decorre da comunhão obtida no curso da existência. Portanto, ela não nasce da noite para dia, ou seja, é algo a ser conquistado paulatinamente. Partindo dessa premissa, entendemos que a intimidade com Deus, vem da comunhão estabelecida pela vida constante de oração.

Isto posto, após o homem obter  intimidade  com Deus, tudo muda.  Sua visão, leitura e  interpretação alcança uma nova dimensão e perspectiva segundo a ótica divina. 
As circunstancialidades do tempo presente, já não possuem a interpretação do passado. Pois, diante das agruras da vida, dos espinhos e das dificuldades encontradas, não nos desesperamos.



Porque, a intimidade adquirida, estabelece um "ato de conjulgalidade" com o Senhor, embasado na confiança inabalável...



Portanto irmãos, os temores e medos, "não dominam mais".., as paranóias e alienações se transformam em confiança naquele que tudo pode. 
Passo a crer, na "vontade soberana de Deus", que se necessário for, ela altera o  "fluxo natural" das coisas, realizando milagres em nós e por nós.

Na mesma intensidade, estamos aptos a aceitar com naturalidade a "vontade permissiva do Senhor", ainda que, o tempo presente seja penoso. Enfim, entendemos o propósito divino, gerando em nós,  crescimento espiritual,  e desenvolvimento  social.

É Deus.., forjando homens para vida, conscientes que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Parafraseando:  O evangelho, como verdade estabelecida em nosso ser, produz o fruto da certeza  absoluta que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 
(conceito em RM 8)

Em Cristo, 
Carlos Herrera

1 Deixe seu comentário!:

disse...

Olá temos entrevista lá no blog Mulheres Sábias com o Pr Alan Capriles, se quiser fazer alguma pergunta, seria legal. Participe. Paz!