sábado, 4 de dezembro de 2010

Dons para abundar em Deus!

Basicamente a palavra "dom" significa: "dádiva, presente"
Portanto, os dons são presentes dados por Deus e distribuídos pelo Espírito Santo; com  objetivos claro e definido, tanto para edificação do corpo de Cristo como para o crescimento espiritual daquele que o recebe.

Existem 3 tipos de dons, a saber:


Dons vocacionais ou naturais: são aqueles que nascem conosco, que nos são inatos, conhecidos também como habilidades naturais . 

Dons espirituais:  são atributos especiais, dado pelo Espírito Santo a cada membro do Corpo de Cristo, de acordo com a graça divina, para ser usado dentro do contexto do Corpo.


Dons ministeriais: São aqueles dons dado para os vocacionados, com a  finalidade de exercerem papel de liderança, ensino ou de pregação na casa de Deus.


Antes de tudo, devemos saber que o dom e a vocação que possuímos não são oriundos da nossa capacidade intelectual, mental ou psíquica. Pois, não advém da horizontalidade humana mas da verticalidade divina, vem lá do alto...do Pai das luzes... De maneira que o dom  é irrevogável.  romanos 11:29

Quando minha consciência mergulha na profundeza dessa verdade...

Passo a entender que, não posso usar a "dádiva divina" para me auto-promover no Reino de Deus! Assim, como aqueles que cobram fortunas, para ministrar ou cantar nas mais diversas denominações, ou como outros, que usam os dons com segundas intenções, com o único objetivo de encherem as suas igrejas; criando uma dependência danosa e viciante em toda membresia, culminando no monopólio do poder de Deus, que se resume na típica frase que nasce do coração narcisista : " A mão de Deus está aqui"

Particularmente, creio nos dons espirituais para o tempo presente.


Mas, nem por isso, devo transformar o culto numa "balbúrdia santa"...
onde, se fala mais em línguas...do que se prega a mensagem da cruz!
profetizam a toda igreja...ao invés de "revelar" Cristo, e este crucificado!  
Creio que a histeria, a emoção e o sensorial não podem ser a "conduta normativa" do culto ao Senhor!

Nem posso fazer a viagem, de um a outro polo..
do pentecostalismo desenfreado ao tradicionalismo gelado!

Portanto, a meu ver, devo pautar minha vida, na sóbria perspectiva de :
ser moderado, sem torna-me morno..
Conhecer a palavra, sem extinguir o Espírito Santo...
Viver a plenitude do Espírito, sem desprezar a verdade do Evangelho!

Enfim, queridos, devemos abundar nos dons, para que abundemos em Deus, sem surtos patéticos... 
Sem transformar o culto ao Senhor, num picadeiro de infantilidades. 
No entanto, adorando-o em espírito e em verdade! Na liberdade que só os santos possuem...
Concluo dizendo que, antes de  buscarmos com zelo os melhores dons, devemos possuir a maior das "dádivas divina"... o amor!
Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria......
Em Cristo, a expressão máxima do amor de Deus! 


BOM FIM DE SEMANA A TODOS!
Carlos Herrera

6 Deixe seu comentário!:

Lucinalva disse...

Olá Carlos
Linda reflexão, que Deus continue abençoando a sua vida sempre.

CARLOS HERRERA disse...

LUCINALVA, OBRIGADO POR SEGUIR O BLOG E PELO INCENTIVO ...
QUE DEUS LHE ABENÇOE

J. B. Gregório Jr. disse...

Já estou te seguindo; Vamos Fazer parceria? Add meu banner no seu blogger, segue o endereço dos banners:

http://protestocristao.blogspot.com/p/seja-nosso-parceiro.html

Marcony disse...

Bela consideração
"Mas, nem por isso, devo transformar o culto numa "balbúrdia santa"...
onde, se fala mais em línguas...do que se prega a mensagem da cruz!
profetizam a toda igreja...ao invés de "revelar" Cristo, e este crucificado!
Creio que a histeria, a emoção e o sensorial não podem ser a "conduta normativa" do culto ao Senhor!"

Que Deus aflore os dons em todos aqueles que Ele mesmo escolheu...e que não confundamos as coisas...que tudo seja feito com decência e ordem

Cida Kuntze disse...

Olá!
Gostei do texto. O Senhor é Santo, devemos adorá-lo na beleza da Sua santidade, deixando o Espírito Santo falar aos nossos corações, deixando o Seu fluir em nossa vida, mas precisamos ter equilíbrio em todas as coisas quando se refere a manifestações.

Gostaria de convidá-lo para amanhã ler um testemunho que estarei postando. Você que é pai acredito que irá gostar.

Abraços e uma feliz semana!

Pr. Marcos Martins. disse...

AMADO, QUE DEUS TE ABENÇOE,E CONTINUE TE USANDO.ESTOU TE SEGUINDO AQUI...PARABÉNS PELO SEU BLOG.

pastormarcosmartins.blogspot.com