segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A salvação dominical ....


Domingo anoite, numa igreja qualquer..... um silêncio perturbador se faz! Intercalado por uma bela canção , entoada melancolicamente...
"Oh, quão cego andei, e perdido vaguei,Longe, longe do meu Salvador!
Mas do céu Ele desceu, e Seu sangue verteu,
Pra salvar a um tão pobre pecadorFoi na cruz, foi na cruz,Onde um dia eu vi, meu pecado castigado em Jesus..."

Uma expectativa envolve a todos! O Pastor faz um apelo emocionado, implora por uma alma perdida e suplica  por uma mão levantada em rendição a Cristo! Após alguns minutos, o silêncio mórbido é suprimido pelos Glórias e Aléluias...  Ufa, enfim uma alma cedeu ! O individuo repete algumas frases ditadas pelo Homem de Deus... Festa no céu!  Mais "um" que entra para dados aferíveis de conversão da igreja local .

Eaí maninho! quantas e quantas vezes você já assistiu esse filme? 

Ele se repete todos os domingos, numa igreja pertinho de você...
Devo confessar que eu já fui um dos que fazia o apelo emocionado e, quando não, ficava em silencio ou até me arriscava cantando o belo hino com minha bela voz de taquara rachada..rrs

Essa é a percepção medíocre, que muitos de nós possuímos sobre a salvação! 

Portanto, ouviu o evangelho, ergueu a mão e repetiu algumas palavrinhas...tá salvo!
Compreendeu o conceito da verdade...tá salvo!
Está indo a igreja regularmente...tá salvo!
Tem orado e jejuado com ardor espiritual..tá mais que salvo, esta santificado! rss
O que prevalece para os adeptos dessa conversão acochambrada, são as palavras que saem da boca, ao invés da confissão que se origina da manifestação da graça no coração humano. Porque, confissão que não procede de um coração quebrantado, contrito e esmagado pela graça divina, não passa de palavras lançadas ao vento. 
Pois como escreveu o Apóstolo Paulo: " Visto que com o coração se crê para justiça, e com a boca se faz a confissão para salvação" 

Portanto, a maior evidencia que pode brotar dos lábios como confissão genuína para salvação, é antes, ter  experimentado a legitima regeneração que se dá no coração! E, para isto, Deus não necessita agendamentos, dias específicos ou hora marcada, pois seu Espírito Santo, sopra para onde quer !

Boa semana a todos!

Carlos Herrera

10 Deixe seu comentário!:

Conexão da Graça disse...

O problema dessa "conversão acochambrada" é que ela foi gerada "NAS COXAS" rsrsrs.

"...Deus não necessita agendamentos, dias específicos ou hora marcada...", NEM MESMO DE CRENTE OU IGREJA EVANGÉLICA! rsrsrs

ORAÇÃO: LIVRAI-NOS SENHOR DE CAIR EM TENTAÇÃO! De achar que pertencer ao clubinho evangélico somos diferenciados e agraciados com o passaporte para a eternidade!

disse...

Herreira você assistiu o vídeo de Paul Washer lá no Mulheres Sábias?? ele fala sobre isso, muito bom.

Eu me converti em uma igreja histórica, sendo que nesta não se faz apelo o que eu acho maravilhoso para não constranger ninguém e muito menos forçar uma barra. E lá você vai ficando até Deus ser formado dentro de ti e aí quando você menos espera já esta sendo batizado. E isso não força a ninguém a aceitar Jesus,e CÁ PRA NÓS, este negocio de aceitar Jesus é dose né maninho?? Paz adorei!

Rodrigo Phanardzis Ancora da Luz disse...

Boa reflexão, meu brother!

Este é o apelo emocional e proselitista de muitas dessas "igrejas".

Sinceramente, sou contra os apelos, pessoas terem que levantar as mãos, receberem uma oração por estarem se decidindo por Cristo e depois serem perturbadas com visitas e telefonemas de algum membro chato da congregação que insistirá em proselitar o neófito nos caminhos da denominação.

Lendo Atos, fico a indagar como que, na conversão do eunuco etíope, foi ele mesmo quem pediu para Felipe batizá-lo e que, logo após tal episódio, o evangelista é arrebatado e o homem prossegue o seu caminho rumo a uma terra onde certamente não iria encontrar igrejas ou pastores a sua espera e quando muito estaria com judeus em possíveis sinagogas africanas.

Esta passagem demonstra que a vida de cada um deve ficar sob os cuidados de Deus. Cabe a cada irmão se disponibilizar a prestar assistência ao neófito, bem como a qualquer outra pessoa (membro antigo ou gente de fora).

Compartilhando, às vezes tenho até dúvidas se ainda precisamos batizar pessoas nos dias de hoje, o que é algo bem surpreendente para alguém que recebeu uma sólida formação no meio batista como eu. Só que a meu ver, até o batismo já está com o seu significado esvaziado dentro da cultura atual, diferentemente da concepção de muitos nos tempos de João Batista, Jesus e dos apóstolos, visto que se tratava de um ritual que lhes era anterior. Hoje, contudo,já não vejo razão para repetirmos esta tradição.

Igualmente, as reuniões no domingo já estão se tornando uma chatice e que privam pessoas do convívio familiar. Logo, acho que muitos seguidores de Jesus poderiam muito bem se reunir em outros dias da semana sem a necessidade de se encontrarem obrigatoriamente aos domingos, dia que foi imposto pelo catolicismo para substituir o culto no "dia do sol" (sun-day) e que não tem nenhum amparo bíblico porque se fôssemos falar de dia santo teria que ser o sábado por causa do 4º mandamento.

Assim, penso que precisamos prosseguir nesta evolução e fecharmos o túmulo desta empobrecida religião confessional.

Grande abraço! Quando puder aparece lá no meu blogue!

Eduardo Medeiros disse...

oi, herrera, beleza?

esse tipo de "apelo" para a salvação hoje parece tão sem sentido, não é? um levantar de mãos garante a escrita do nome do indivíduo no "livro da vida".

não sei se foi o sentido que você quis dar à metáfora de que a graça "esmaga", mas a graça, creio, só pode esmagar aquela salvação que é fruto de alguma coisa que "temos" que fazer para deus, como levantar a mão ou mesmo bater no peito e dizer "eu creio".

como a graça é incondicional, ela é dada a todos; somente depois que você é "esmagado"(aí sim) pela graça, é que você em fé a recebe.

todos os homens são alvos da graça divina, ele a deus a todos. só que alguns ainda não entenderam isso.

abraços e paz.

CARLOS HERRERA disse...

Olá Edu, tudo bem?

escrevi no sentido de que a minha confissão de fé é oriunda de uma experiência esmagadora, proporcionada pela graça de Deus....e sem ela(graça)jamais receberiamos a fé como dom/presente divino..ef2:8

Valeu Rodrigo, sempre com otimas ponderações..

Só vc mesmo Franklin rsss

valeu maninha Rô...vou assistir o video..bjs

Monja de Clausura Orden de Predicadores disse...

Hola Carlos, no todos entienden que están salvados y se hunden en no creer. Desles tiempo
Espero su visita a mi blog, aún no lo ha hecho y le espero con ilusión
Con ternura
Sor.Cecilia

Janise, Com ou Sem Crise disse...

Eu, apesar de "nascer e crescer" na igreja, atendi a um apelo desse, mas só atendi depois que decidi deixar Cristo entrar em minha vida. Senti-me constrangida pelo fato das pessoas já pensarem que eu já O tinha, quando na verdade eu só ouvia, mas não vivia.
Acredito que ceder a esse apelo é somente uma sinalização à igreja de sua decisão, seja ela racional ou emocional, mas a verdade mesmo só Deus sabe.
Gosto quando as pessoas tomam essa decisão e oro a Deus para que seja uma decisão verdadeira, já que ela teve coragem de mostrar as pessoas presentes que ela está disposta a mudar sua postura e seguir a Cristo.
Se a pessoa tem vergonha de tomar essa decisão diante de outros, dificilmente vai ter coragem de falar de Cristo a outros.
Na verdade nunca parei para pensar nisso, o que já pensei e não gosto é fazer visita se levantar, isso sim acho constrangedor.

De papo com Deus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
De papo com Deus disse...

Ótimo texto e seus argumentos!

Faço minhas as palavras da Rô.

Acredito, também, na fé como dom e na Salvação que não exige protocolos.

Gostei do espaço!!.. Continuemos salgando...

Ev. Robério Costa disse...

Certo brother que salvo mesmo só depois da travessia do jordão, essa do indivíduo atravessar o mar vermelho, mas quando ve a extensão do deserto, pula fora, tambem não acredito nesse esquema de salvação. Jesus disse que temos que tomar nossa cruz diaria. e seguir até nosso último dia de vida aqui nesta terra.JESUS LHE BENDIGA, lindo artigo..www.ministrandopalavradevida.blogspot.com.br