quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O grande equivoco

O grande equivoco entre os evangélicos, é a falta de discernimento no que tange a diferenciação do que seja fruto e do que seja dons.
Dons e frutos, são diametralmente opostos, pois os dons sempre nos remete a Deus, enquanto os frutos estão inteiramente ligados ao que produzimos na nossa caminhada.

Teologicamente, entendemos os "dons" como dadivas, isto é, presentes divino, algo que nos é dado por Deus, por meio da atuação do E.Santo. 
De maneira, que todo dom, segundo o Ap. Paulo, não vem da horizontalidade humana, mas vem do alto, da verticalidade divina.

Posto isto, entendo que o dom nunca fala de nós, nem da nossa capacidade intelectual, mas de Deus... de onde emana toda boa dadiva, deixando explicito a verdade Paulina que "nada vem de nós".

Enquanto aos "frutos", Jesus deixa-nos claro e evidente, que a sua manifestação, revela ao mundo a nossa natureza e essência. Pois, segundo Cristo,  "pelos frutos os conhecereis"....pois, os frutos são manifestações exteriores de uma essência interior, parafraseando, o fruto que produzo revela quem eu sou !

E que é fruto?

O fruto é o mesmo desde sempre, amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e temperança...que brota e vaza de um interior transformado pela verdade do evangelho, manifestando-se nas mais diversas interações humanas....ou seja, no dia a dia.

E o grande equivoco acontece quando certos maninhos transformam frutos e dons em sinônimos, colocando-os num mesmo bojo de evidencias. 

E Jesus deixa-nos claro este principio ao afirmar que muitos dirão naquele grande dia:
Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? Mateus 7:22
Neste dia, eles apresentarão ao Mestre, os dons como se fossem frutos, a esses, Cristo lhes dirá abertamente: nunca vós conheci...apartai-vos de mim....
Pois, posto está.. que são pelos "frutos" e não pelos "dons" manifestos que discerniremos quem é quem!

Espero que despertemo-nos para esta realidade, afim de não mais nos enganarmos com o espetáculo da fé, na qual muitos ocultam sua interioridade, e apresentam suas credenciais....curas, libertações e manifestações exteriores....chamando-os de frutos. 
Carlos Herrera

3 Deixe seu comentário!:

CARLOS HERRERA disse...

dons testificam as manifestações do amor de Deus...
creio que nós somos apenas intermediadores dessa explosão de amor divino....
reafirmo, de maneira que o dom remete-nos a Deus, pois, nada vem de nós...

Marcony Jahel disse...

Esclarecedor... que Deus continue abençoando sua vida

Anônimo disse...

nunca pensei por esse ponto de vista
interessante