quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Igreja..e uma leitura particular !


No decorrer da minha caminhada com Cristo, tenho sintetizado e absorvido opiniões relevantes de  líderes, como: Pr Kenji (meu pastor), Caio Fabio, Ariovaldo Ramos, Ed Renê Kivits e Hernandes Lopes. E, somando-as  as minhas próprias convicções desde minha conversão, passei a entender que:

A igreja é uma instituição divina e uma instituição humana. Divina quanto a sua "essência espiritual", e humana quanto ao seu " fundamento visível". 

Como Instituição Divina, a igreja tem o seu nascedouro no coração de Deus, que antes da fundação do mundo, já tinha um plano oculto que foi revelado na pessoa de Cristo.


Portanto a  igreja antes de tudo é uma instituição de caráter divino no que tange sua essência espiritual. Convencionalmente chamado pelos estudiosos de "igreja universal e invisível", sendo a união mística dos santos que formam um corpo espiritual, tendo por cabeça o próprio Jesus.

Como Instituição Humana, a igreja é a reunião física, palpável e tangível daqueles que professam publicamente  a fé em Jesus.  Portanto a igreja é uma instituição humana, pois ela tem: 
Hierarquia eclesiástica , regras de adesão, emblema(denominação), templo, demandas financeiras....

É um ledo engano achar que a igreja institucional, nasce com  Imperador Constantino. 

Sendo que na verdade,  a igreja como instituição nasce à partir da ressurreição de Cristo, com os Apóstolos.
Ariovaldo Ramos, costuma dizer que "Todo movimento humano é o estabelecimento de uma ordem instituicional, seja uma ordem leve ou pesada".   Comungo da mesma opinião, pois para mim: "A união física em torno de Cristo é também o estabelecimento de uma ordem institucional, pesada ou leve".

No entanto, a meu ver, foi à partir de Constantino que a institucionalidade da igreja foi maculada, corrompida e pervertida no seu fundamento. A igreja tornou-se "religião oficial do império", abrindo caminho para sua gradual paganização.

Então Deus, levanta um homem, de origem alemã, chamado Lutero, para confrontar a paganidade da igreja medieval, conduzindo-a a um movimento sem voltas, a saber: Reforma Protestante.  Nasce uma igreja reformada, que tem  como baliza a "palavra de Deus". E, no decorrer dos séculos, a igreja que nasceu de um protesto, vai se  paganizando de maneira lenta mas continua, alcançando seu ápice sincretico nos meados do século XX.  Então, surge os "Capitalistas da Igreja moderna", com seus títulos extravagantes, que fazem da casa de Deus um grande negocio, usando da inocência cega do povo, para escraviza-los em nome de "deus". Formando uma legitima "sucursal do inferno". 

Sem hesitações afirmo:  
"Cristo tem comprometimento é com gente, não com instituição"

Se a igreja Institucionalizada não tem compromisso com a verdade! Seu ciclo de vida acabará sendo curto. Onde estão as sete igrejas do Apocalipse?  O que aconteceu com a  igreja de Corinto? você sabe em que esquina ela está? Por acaso, o que ocorreu com a igreja que Wesley pregava? (essa virou sala de bilhar em Londres)

Jesus disse: "Eis que estou a porta e bato", ou seja, Cristo está do lado de fora da sua igreja, ele quer entrar; mas a consciência daquele povo está engessada a ponto de não sentirem a falta do nosso Senhor. 
Muitos estão na igreja por vários motivos, no entanto, Jesus nem sempre é motivação primordial de "alguns  ajuntamentos".  

Costumo falar que : "Estar na igreja não me faz igreja". Muitos estão, mas não são ! Outros são, mas não estão ! Muitos estão e são!  Esse é um mistério que não foi revelado a todos os irmãos pela dureza dos seus corações!

No entanto, creio piamente no que o escritor aos Hebreus nos fala, quando aborda a necessidade de congregarmos. Portanto, não sou contra o ambiente do ajuntamento, particularmente gosto de estar em koinonia-comunhão com os irmãos, desde que o local (Igreja, culto no lar ou  Estação do Caminho..) seja comprometido com a verdade!
Mas, sei que o compromisso de Deus é com seu corpo místico e espiritual !  
Seu relacionamento é com gente! 
Com os que se tornaram templos e habitações do Espírito Santo de Deus! 

Ed Renê Kivitz usa uma frase que resume bem o papel da igreja institucional:     " Jamais coloque o ajuntamento dos santos em serviço da instituição, mas a instituição em serviço do ajuntamento"
De modo imparcial, confesso que sou privilegiado, pois congrego numa igreja que a instituição está a serviço da comunidade local e que não se coaduna com a panacéia do movimento gospel. 

A reforma foi um  movimento importantíssimo no contexto medieval. 

No entanto,  hoje, necessitamos mais que uma reforma... necessitamos é de uma verdadeira "Revolução produzida pelo Evangelho", onde a legitima experiência de conversão nos conduza a uma vida de integridade com o Senhor, sem mascaras religiosas, piedade falaciosa e santidade pervertida em nome de "Gesuis".

Ariovaldo Ramos diz: "Prefiro lutar do lado de cá, ou seja, lutar contra os absurdos, sem romper com a igreja institucional", por sua vez o Pr.Caio Fabio nos fala que definitivamente rompeu com a igreja moderna e não quer dialogo com a mesma, enquanto ela como instituição constantiniana não voltar aos parâmetros bíblicos. Ambas frentes são plausiveis!

Concluo, convocando a todos, que tomem uma posição e escolham uma das duas frentes apresentadas, pois ambas tem seus propósitos, objetivos e coerências significativas quanto a "bandeira levantada". Não podemos permanecer inertes, olhando a paganização da igreja numa omissão idiotada. Mas, em amor devemos erguer a nossa voz contra o "banditismo gospel", convocando-os que voltem ao primeiro amor!


Assim, quem sabe algumas igrejas se tornem legitimamente " A coluna e a firmeza da verdade".


Em Cristo,
Carlos Herrera

20 Deixe seu comentário!:

Edson Carmo disse...

A igreja deveria ser apenas, um povo separado do sistema corrompido deste mundo.

Bolo blog,

Edson Carmo
http://edsoncarmo-amor.blogspot.com/

CARLOS HERRERA disse...

o termo igreja deriva do grego eclesia, que sig: "reunião,igreja, ajuntamento ou assembleia"

Na cultura greco-romana...os gestores das cidades, chamados de Presbiteros(ancião), convocava os moradores num lugar fora da cidade, afim de discutir democraticamente os assuntos municipais. esta reunião era chamada eclesia...
-------------------------------
Mas teologicamente significa: "os chamados de dentro do mundo para fora".

Entendo que a igreja é todo aquele individuo que foi chamado, convocado para fora do mundo pecaminoso...passando a ser separado para Deus, tornando-se uma nova criatura...

mas Deus, após nos libertar do império das trevas nos comissiona a retornarmos ao mundo, " não para voltarmos a integra-lo, mas para que no meio do sistema maligno, sejamos luz do mundo, sal da terra e embaixadores de Cristo num mundo pervertido!"

Abraços

Estação do Caminho - São Fidélis-RJ disse...

Muito bacana o texto mano!

Caminho da Graça em Várzea Paulista disse...

Herrera, meu mano pensador...

O grande desafio que temos como instituição (Igreja, corpo de Cristo) é nos libertar da "institucionalização", que é de caráter oposto.
Instituição é um processo que nasce no intuíto simples da associação de gente com valores em comum.
Já a institucionalização, é a perversão da leveza de intenções que foram geradas na despretensão.
A institucionalização, é o famigerado desejo do ser humano de querer padronizar, engessar, e fabricar moldes aplicáveis a gêneros que se diferem, com a intenção de tornar-se absoluto e monopolizador da consciência alheia.
A institucionalização da Igreja é filha do Constantino, e instituição é fruto da associação de consciências que convergem entre si no Evangelho, sem a pretensão de ser fabrica de "soldadinhos de chumbo sem massa cinzenta".

Um abraço,

Franklin Rosa

CARLOS HERRERA disse...

Concordo contigo Frankilin...
A institualização engessa e corrompe a igreja como instituição!
abraços

Pr. Carlos Roberto disse...

Olá Caros Herrera,

Graça e paz!

Concordo plenamente com o seu texto.
Muitos, por não compreenderem essa realidade, morrem escandalizados com a instituição.
Que Deus nos ajude e oriente para sabermos discernir andar como a igreja de Cristo, e tirarmos apenas o melhor proveito da igreja instituição.

Parabéns pelo excelente texto.

Pr. Carlos Roberto

Robson Batista disse...

É uma grande verdade essa de que a instituição deve servir ao indivíduo e não o contrário. Cristo não vê a sua Igreja como denominação, mas sim como pessoas, senão seria mentira a passagem que diz que cada um dará conta de si próprio, bastaria pertencer a determinada denominação "salva" e sua salvação estaria garantida.

A paz, fique com Deus!

Wendel Bernardes disse...

Se texto é muito didático e esclarecedor Carlos, principalmente
esse trecho:
A Igreja é uma instituição divina e uma instituição humana. Divina quanto a sua "essência espiritual", e humana quanto ao seu " fundamento visível".


Creio parecido,
vejo o assunto próximo do que comentou o Franklin. Embora congregar seja preciso, pois há claríssimoas evidências no prazer de Deus no ajuntamento dos Seus, creio que formalizar essa congregação é cair nas mesmas heresias que você fez alusão em seu texto.

Grande abraço!

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Maravilhoso seu texto mano, posso copiar??
Concordo com Ariovaldo mano, ja sai e voltei, lutemos do lado de dentro, denunciando. Paz querido!

CARLOS HERRERA disse...

Rô, nem precisa pedir maninha, fica a vontade..bjs

Wendel, tentei ser suscito porém didático..abraços mano!

Pr Carlos e mano Robson..obrigado pela visita!

valeu as estações do caminho de Fidelis e varzea paulista..abraços

CANTINHO DA JÚÚH disse...

fiquei muito feliz por visitar e seguir meu blog ja estou te seguindo também,parabéns pelo blog sempre estarei passando aqui pra deixar um comentario bjs.

opoderdasescrituras disse...

Carlos, a paz meu irmao!

Prazer ter o seu comentário e sua presença no meu blog; e é um prazer também conhecer o seu blog, o qual, seguirei lendo as postagens sempre que der. Podemos dia desses no encontrar em Sanca; eu moro perto do estádio. Ah, antes que eu me esqueça: "bela postagem". Eu li o seu texto no blog da irma Rô, aquela abençoada! Fica graça e na paz de Cristo!!

Pr Alex.

CARLOS HERRERA disse...

Pr.Alex

Obrigado pela visita..
Podemos marca para tomar um cappuccino, na Ben-hur !

Abraços!

Hubner Braz disse...

Texto mais que perfeito... Condordo!

Gostei do seu blog e sou o mais novo seguidor!!! Abraços

Mila Lopes disse...

Qual o alvo do cristão mesmo?
Ah ta, SALVAÇÂO, quem permanecer firme até o fim será salvo...
Mas não adianta nada viver preocupado apenas com sua salvação, com religiões, ou teologias, almas estão indo para o inferno a todo segundo e o "crente" preocupado com instituições, com grande templos, com as coisas que não ficarão pedra sobre pedra, esquecem da comunhão com Cristo e de seu mandamento de ir e dar frutos, e é preciso que estes frutos permaneçam...

Quem estiver fora deste alvo, "Ganhar Vidas", está fora dos planos de Deus...Precisamos nos incluir nos sonhos de Deus, eu preciso...

Gostei do seu espaço, "falei" demais, mas falei o que veio ao meu coração... =)

Bjs

Mila

disse...

O final do seu texto maninho foi de arranca sabiá do topo. Nunca vi um artigo tão coerente como este na Blogosfera. Espero que todos prestem atenção no final do artigo.

Em fim, tomem uma posição e escolham uma das duas frentes apresentadas, pois ambas tem seus propósitos, objetivos e coerências significativas.

Ou seja. Parem de contendas, uns de dentro do sistema, como os que estão fora. O Importante é lutar contra o banditismo gospel que só tem envergonhado o evangelho. A prioridade é o evangelho e não se os de dentro estão certo ou os que estão fora também estão certo. A proposta é outra. Paz Herreira que Deus continue te dando este discernimento que te deu neste artigo mano, e que tudo QUE vc escreveu tenha valido apena nas cabeças aqui pensantes. Bj!

Renato disse...

Olá Mano, to sumido..rsrs

Jesus disse "Eis que estou a porta e bato", Jesus está do lado de fora:

Está com a prostituta que chora nas ruas procurando mudar de vida;

Está fora com o mendigo que está sentado na porta da igreja e ninguém o ajuda;

Está fora da vida da maioria do crentes que só pensam em sua benção, sua saúde, sua família, seu emprego e sua propriedade.

Jesus sempre esteve do lado de fora, mesmo em israel, seu púlpito era uma barquinho a beira-mar... e a igreja deveria para de olhar para si mesma e olhar para fora.

O lado de dentro para a maioria é um clube, um local de busca de afirmação pessoal, um encontro de amigos... somente.

Um abraço!

Anônimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]cialis preise[/url] cialis kaufen deutschland
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]comprare cialis[/url] cialis in farmacia
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]cialis[/url] cialis
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]acheter cialis[/url] cialis

Anônimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]bestellen cialis[/url] bestellen cialis
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]cialis[/url] acquisto cialis
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]cialis[/url] venta cialis
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]cialis[/url] cialis bayer en ligne