segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Monte inabalável ...


Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre. Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o SENHOR está em volta do seu povo desde agora e para sempreSalmo 125:1.2

Sintetizando: Antes de ser  conquistada por Davi, a cidade de Jerusalém chamava-se Jebus, também conhecida  por Salém. Esta cidade pertencia a tribo Cananita dos Jebuseus. 

A cidade de Jebus , permaneceu intacta durante as conquistas de Josué, sendo subjugada tempos depois pelo Rei Davi. Ao conquista-la o monarca Hebreu, transferiu a capital de Hebron para Jerusalém.

À princípio, a cidade foi edificada sobre o monte Sião, sendo cercada por quatro outros montes, a saber: Acra, Ofel, Bezeta e Moriá.  Esses montes formavam um círculo imaginário a Cidade de Jerusalém, uma espécie de barreira natural e  uma proteção a mais contra seus inimigos.

Entendemos que Sião é carregada de simbolismos e significados profundos.

Assim como os montes que estão cercando, protegendo e guardando a Cidade de Jerusalém, de modo semelhante, o Senhor está em volta do seu povo. Desde de agora...ou seja, nem ontem nem amanhã...hoje, nesse exato momento estamos sendo sustentados pela sua destra fiel. De maneira que não precisaremos mais de muletas, desculpas e razões próprias, pois Toda a nossa vitória está no Senhor, Ele é a nossa Rocha.

O salmista inicia o salmo dizendo: "Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre". Parafraseando:  Tudo à nossa volta, pode ser abalado, estruturas podem ruir e  edificações até podem cair...

Mas nós que confiamos no Senhor, jamais seremos abalados, porque Deus nos constituiu como monte de Sião, nem o pior dos abalos sísmicos é capaz de abalar e desmoronar a nossa casa espiritual, pois ela está edificada sobre a "Rocha Eterna". Mesmo que  andemos pelo "vale da sombra da morte", não temeremos mal algum, pois Deus está conosco! 

Que neste inicio de semana, diante das calamidades ocorridas no Rio, esta certeza se transforme em convicção de vida..

Em Cristo,
Carlos Herrera

13 Deixe seu comentário!:

CARLOS HERRERA disse...

Nosso mano Renê, postou um ótimo texto sobre Felicidade...

Deixei um comentário lá:

Pois a verdadeira felicidade encontro em Cristo...

nele me completo..lá fora pode chover canivete..nele estou guardado.

Mesmo que meu corpo pereça...nele estou seguro...

Maninho....Deus nos constituiu como o monte sião...ele esta a nossa volta...nos guardando...terremotos e abalos ocorreram mas nele nao seremos abalados...jamais!

disse...

Seguro estamos sempre nEle, nada exterior pode nos abalar. É difícil, pois fico vendo as pessoas que perderam famílias inteiras nesta enchente, fico imaginando a dor da perda, mano só Jesus dentro para consolo, só Ele pode consolar. As vezes queremos ser super crentes para tantas outras coisas, e quando vem a tempestade nos desesperamos, mas acho normal, mas quando nos firmamos nEle, tudo passa. Paz e bom dia!

CARLOS HERRERA disse...

De acordo RÔ

Nem consigo imaginar a dor das pessoas que perderam casa, familiares, amigos....

Diante deste quadro, as lagrimas descem...a voz fica embargada...ai reside a diferença entre o justo e o impio, o que serve a Deus e o que não serve...

É que no momento da calamidade, muitos tiram sua própria vida....mas os que confiam no Senhor, dele recebem consolo, lá fora perdeu tudo..mas dentro de si, em lagrimas existe algo que se estabeleceu...

Que o Senhor venha consolar a todos !

Cláudio Nunes Horácio disse...

Mano, esponjemos esta verdade até ficarmos impregnados desta consciência. Semana abençoada pra você tambem. Graça e bem.

René disse...

Herrera,

Feliz é todo aquele que tem essa convicção, essa segurança e essa paz, fundamentadas na Rocha Eterna, Jesus!

Essas calamidades também têm sido usadas por Deus para que mais pessoas se encham dessa certeza!

Abração, Paz e boa semana!

CARLOS HERRERA disse...

Claudio e Rene...
vcs estão corretos...

diante da calamidade dos fatos lamentaveis ocorridas no Rio, parece demasiadamente filosofico e anti-coerência este texto...

Mas é diante das adversidades que esta verdade faz a diferença...

paz maninhos

Fernanda Costa disse...

Olá estou aqui amogo(A) para divulgar o meu mais novo blog peço que visitem e para garotas evangelicas !!! já estou segundo o seu !!! me ajudem a divulgar pois estamos aui num só propósito e numa só fé FALAR DA PALAVRA DE DEUS
sigam,visitem comentem! http://operfildetodacrista.blogspot.com
criei hoje!
Deus Abençoe!

LUCIA disse...

ola carlos bom bom seu blog, sou suspeita de falar pois sou mae, sei que vc foi escolhido desde ventre,muito tem sido as adversidade ,maso senhor tem dado vitoria ,que vc cada dia possa se esvaziar deste mundo e nascer a cada dia pra cristo.louvo a DEUS POR SUA VIDA.OS QUE CONFIAM NO SENHOR,SAO COMO SO MONTES DE SIAO QUE NAO SE ABALAM MAS PERMANECE.TEAMO ....LUCIA

CARLOS HERRERA disse...

Até que enfim um comentário né...rss.
valeu mama..agradeço a Deus por sua vida e dedicação a mim...

bye

Rita disse...

Esse post está completando aquele que está 3 "andares" rsrsr abaixo,Quando o mal contribui para o bem,de fato é difícil quando tudo desaba na vida da gente,mas se estamos firmes na rocha,não somos facilmente abalados,ao contrário,mesmo que choremos nossas lágrimas são como combustível da fé,bem aventurados aqueles que choram...tudo contribui para o bem daqueles que amam ao Senhor,as piores dores nos lembram que há um Deus vivo,e que não nos deixa e nem desampara ,faz parte da nossa vida o bem e o mal,Eclesiastes 7:10 ,14 nos diz o seguinte
Nunca digas: Por que foram os dias passados melhores do que estes? Porque não provém da sabedoria esta pergunta.

No dia da prosperidade goza do bem, mas no dia da adversidade considera; porque também Deus fez a este em oposição àquele, para que o homem nada descubra do que há de vir depois dele.

Somos filhos e como tal nossa confiança deve ser absoluta,perseverando na certeza que Ele é conosco.
Paz e bem!

Caminho da Graça em Várzea Paulista disse...

Mano querido, na tragédia quem é de Deus faz a diferença porque vive pelos conteúdos e experiência da sua fé – Ele é movido por valores e não por imediatismos. Sua relação com Deus não está baseada no “toma lá da cá” no que Ele pode fazer, e sim no que Ele é, como disse Habacuque: “Ainda que falte... eu todavia me alegrarei no Senhor e exultarei no Deus da minha salvação!”. E isso tudo em meio a algumas realidades dentro de si como: ansiedades,incertezas, desesperos, e outras do gênero.
A fé se desenvolve em face das contrariedades, se não, não é fé, é somente produto de elaboração humana.

Um abração meu mano de livres pensamentos!

Franklin Rosa

Cida Kuntze disse...

Oi Carlos!
Que belo texto você fez.
Precisamos mesmo estar firmes na Rocha, para que nossos pés não vacilem quando os ventos fortes soprarem.
Cada vez mais temos visto calamidades, catástrofes e o amor se esfriando...tempos do fim, Jesus está a portas...nossa esperança tem que estar nEle.

Obrigado por você sempre estar prestigiando o Recanto das Mamães blogueiras, és sempre muito bem vindo lá.
No *Compartilhando então...nem se fala...rsrsrs.

Assisti o vídeo abaixo no dia que vc postou, não comentei, mas tive que rir....apezar que isso me deixa triste, pois é uma realidade.
Sempre te visito e vejo tuas postagens.

Abraços.

CARLOS HERRERA disse...

Rita e Cida, valeu meninas..

valeu ao caminho da graça "varzea paulista".

é bom te-los aqui...