quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Quando as nossas máscaras caem diante de Deus..

Devo confessar que o assunto que irei abordar não é novo, muito pelo contrario, é conhecidíssimo de todos, mas necessário e urgente, para que tenhamos uma vida cristã compatível com as verdades do evangelho.



Máscaras, quem não as tem?
O termo persona vem do latim que significa: máscara, figura, pessoa...
São adereços que escondem nossa identidade, que disfarçam nossa interioridade e que revelam as mais diversas facetas da personalidade. Utilizadas em várias culturas, ritos e cerimônias, desde do mundo Greco-Romano ao Império Inca ou Maia, simbolizando elementos da natureza, deuses ou acentuando o rosto humano, trazendo características de ordem social ou espiritual.

Máscaras, quem não as usa?
Segundo a psicologia, persona serve de significante para o conjunto de caracteres comportamentais que identificam um indivíduo (pessoa), na sua relação com o mundo.

Jung utilizou o termo persona como agrupamento de conteúdos conscientes e inconscientes, integrante da formação do "eu" pessoal.

Parafraseando, servem para ocultar nossas fragilidades e debilidades na vida em sociedade.

As máscaras na relacionalidade com Deus....

Deus não olha para nós, segundo a  perspectiva  humana, que julga o próximo pela exterioridade. Mas seu olhar penetra as profundezas da persona, perscruta a interioridade e julga o que de fato reside no mais profundo do nosso ser.
E, Deus, quando olha para nós, não busca as inverdades que apresentamos, as mentiras que vivemos e as máscaras que usamos...

Mas Ele, quando olha para nós, está a procura de um coração segundo o seu coração.

Saul foi um homem segundo o coração do povo de Israel, enquanto Davi foi um homem segundo o coração de Deus. Ambos pecaram e cometaram arbitrariedades, mas a diferença entre Saul e Davi, é que Davi ao contrário de Saul, sabia reconhecer seus erros e equivocos cometidos no decorrer da caminhada, e como ninguém " rasgava seu coração diante de Deus, que não resiste ao coração quebrantado e contrito".

E, quando nossas máscaras caem diante do Senhor, um relacionamento intimo e verdadeiro se estabelece...
Pois, nos apresentamos diante dele sem maquiagem  ou  verniz ...
Nos colocamos na sua presença com nossas fraquezas e debilidades sem falsas pretensões...
Revelando nossa interioridade de pecadores carente da graça divina...
É nesse momento que somos edificados na verdade, criando em nós uma fortaleza no Senhor!

À partir de hoje, que venhamos a entrar na presença de Deus, sem altivez, orações empoladas e cheios de formalidades, mas de cara limpa e coração sincero, sabendo que o seu poder se aperfeiçoa na fraqueza !

Em Cristo
Carlos Herrera

Medite nessa canção...


15 Deixe seu comentário!:

CARLOS HERRERA disse...

Quando Deus olha para nós, nos vê além das máscaras que utilizamos...pois nos conhece de maneira intimista...

fuiiiiiiii

Rita disse...

Paz,
Verdade,precisamos nos apresentar tal como somos,pois,Ele sonda nosso coração,esquadrinha nossos rins,diante do Pai estamos nus.
Máscaras não são uma boa opção,é como ter várias faces,e filhos de Deus são o que são,assim como Ele.
Paz,boa noite,que o Eterno te abençoe!

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezado Carlos Herrera,

Graça e paz!

Excelente seu texto!

Simplesmente edificante, pedagógico, pertinente e necessário.
Artigos assim são verdadeiras exortações proféticas.
Louvado seja o nome do Senhor!
Fui abençoado!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

CARLOS HERRERA disse...

Pr. Carlos Roberto, é um prazer te-lo aqui, e saber que o Pastor tem sido edificado com o cativos...
Que Deus lhe abençoe

Valeu Rita, vc resumiu o texto numa frase: Máscaras não são uma boa opção,é como ter várias faces,e filhos de Deus são o que são,assim como Ele.
abraços

disse...

Máscaras quem não as tem?? a vida é um Teatro rsss.
Brincadeira, cristãos verdadeiros não podem te-las, quem tem a marca de Cristo não tem mais que uma cara. Se bem que ultimamente meu irmão, misericórdia rsss, tenho visto alguns que só a graça!
bjs e paz, adorei o texto, como sempre, seus textos são ótimos de se lê.

helena disse...

A paz de Cristo Prezado Carlos Herrera! é muito bom está aqui em seu blog! muito obrigado pela gentilaza de seguir o Mulher de Deus, para mim é uma honra! lhe agradeço de coração! Que texto abençoado irmão. Realmente existem as masceras que escondem quem é quem verdadeiramente, pois o homem se preocupa muito com sua "reputação", que é mostrar para os outros ser é o mais perfeito possivel, e se esquece do seu "carater", que é o que ele é de verdade. Um grande abraço!

CARLOS HERRERA disse...

Rô, vc tem razão, a vida é um teatro..rss,por mais que lutemos,usamos máscaras o tempo todo...em casa, na igreja e no trabalho...

Helena, obrigado pela visita, um bom te-la aqui, volte sempre

Cida Kuntze disse...

Olá Carlos!

Ótimo texto, quero que o meu coração seja sincero, que todas as máscaras caiam diante do Senhor!

Achei linda e muito significativa a música.

Abraços.

Conexão da Graça disse...

Herrera,como diria o "Márcio Greyk", (Aparências nada mais sustentaram nossas vidas) rsrsrs. Estou terminando um texto que aborda exatamente sobre esse tema baseado na vida de Tomé. O mano Iveraldo do blog (Tua Palavra é a Verdade), disse que nós temos algo em comum, não sei se é a idade ou a linha de pensamento.rsrsrs
Hasta la vista hermano, Franklin Rosa

disse...

To achando que é a idade dos dois! kkkk

Mano Carlos tem um selinho de qualidade pra ti lá no meu blog, faça o favor de pega-lo ok. Paz e bom dia querido!

CARLOS HERRERA disse...

Já sei Franklin: Somos fundamentalistas! rss

Valeu Rô ! obrigado pelo incentivo!

Cida, é linda a canção....né

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Olá!

Sempre é bom tocarmos neste assunto. Mesmo para quem já vive um processo de retirada das máscaras, pois temos o hábito de recolocá-las ou às vezes de criar outros disfarces.

Penso, por exemplo, na possibilidade de que alguém, antes de se tornar "cristão", vivia com as máscaras de comportamento consideradas "mundanas". Depois, quando passa a fazer parte de uma comunidade eclesiástica, veste a máscara da "nova criatura" que se acha imune ao pecado ou livre dos mesmos sentimentos e compulsões que sempre teve.

Por outro lado, quando embarcamos no processo de tirar nossa máscaras, corremos o sério de risco de não assumirmos que colocamos outras e que, às vezes, fazemos de uma falsa sinceridade a própria máscara porque realmente é muito difícil conviver a todo instante com as nossa falhas de caráter, fraquezas pessoais, deficiências, problemas, dificuldades, carências, falta de aceitação comunitária, decepções, etc.

No relacionamento com Deus, precisamos ser capazes de tirar nossas máscaras, pois a adoração precisa ser "em espírito e em verdade" (João 4.23), como disse Jesus no diálogo com a mulher samaritana. Há pessoas que sentem medo de Deus, não conseguem falar tudo o que sentem, represam a ansiedade que têm pela demora da resposta e por isso acabam não louvando o Eterno com sinceridade.

Na passagem m que Abraão intercede por seu sobrinho, vê-se ali um grau de intimidade do homem com Deus. No íntimo, o patriarca estava preocupado com Ló, mas, por alguma razão, não chegou a expressar o que sentia. Porém, Deus conhecia o coração de seu servo e providenciou resgate para que a família de Ló fosse salva da destruição que ocorreu em Sodoma e Gomorra.

Já no episódio do sacrifício de Isaque, diz o autor de Hebreus que a confiança de Abraão era tanta que ele considerava a hipótese de que seu filho pudesse ser ressuscitado dentre os mortos (Hb 11.19). Isto é fé e, obviamente, é o amadurecimento de um relacionamento de grande intimidade. Sem máscaras.

Eduardo Medeiros disse...

olá carlos, tudo bem?

muito bom o teu texto. não é possível viver sem máscaras, todos a temos, crentes ou ateus, espirituais ou materialistas, independe de fé ou crença, faz parte da nossa constituição psiquíca. o importante é que cada um saiba as máscaras que tem e que não as use para semear a hipocrisia deslavada. aliás, ator no teatro grego, era o hipócrita...

abraços

CARLOS HERRERA disse...

Olá Eduardo
Estou de acordo contigo...Quem não as tem? todos, sem exceção..e como vc bem disse:
o importante é que cada um saiba as máscaras que tem e que não as use para semear a hipocrisia deslavada.

Gutemberg Maciel disse...

Graça e Paz!

Concordo plenamente com sua postagem. Como sempre o nobre publicando Exelêntes postagens.

Nos Laços do Calvário

Gutemberg Maciel